O lucro da empresa aumenta a cada ano, mas a proposta de PLR da Celpa Equatorial é de redução para os trabalhadores

Sindicatos e empresa se reuniram na segunda-feira, 16, para retomar a negociação do Programa de Participação nos Lucros ou Resultados (PPLR 2017). 

A comissão da empresa foi à mesa para apresentar uma quase imperceptível mexida na proposta deles. 

Foi apenas em um aspecto. A modificação foi somente na Régua de Bonificação, que ao invés de iniciar com 20 pontos, começaria com 19 pontos. E no lugar de encerrar com 29, acaba com 28 pontos. E só!

As propostas de maldade, tentando reduzir ou excluir a PLR de uma grande parcela de trabalhadores/as continuam em mesa.

Observe que desde 2012, quando o Grupo Equatorial chegou ao Pará, o lucro da empresa aumenta a cada ano. São lucros milionários.

Apesar desse fato, a proposta de PLR para os que fazem o lucro da empresa aumentar anualmente é de redução. A empresa tem se empenhado em criar mais e mais dificuldades para pagar a PLR.

A empresa vai à mesa tentar diminuir a PLR, totalmente na contramão do lucro milionário. As propostas da Celpa Equatorial já foram rechaçadas em mesa de negociação pelas comissões das entidades sindicais e continuarão sendo negadas por nós, pois temos certeza de que há como melhorar essa proposta, falta vontade!

A próxima reunião será na segunda-feira, 23, às 15h, no hotel Regente. Fique atento!